segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Roberto Costa é quem dá as cartas agora.

Pelo visto o PMDB, partido da ex-governadora Roseana Sarney e do ex-candidato derrotado ao Governo do Maranhão, Lobão Filho, seguirá dividido para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

A recém-eleita deputada estadual Andrea Murad foi a primeira a se posicionar publicamente. A filha do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, deixou claro que trabalhará pela efetivação de uma nova candidatura à presidência da AL, que até o momento, apresenta apenas o deputado eleito Humberto Coutinho (PDT) como candidato único.

No entanto, nesta quarta-feira (24), o deputado estadual Roberto Costa (PMDB) se posicionou sobre a eleição do Legislativo e foi no sentido contrário do que afirmou Andrea Murad.

Roberto Costa, que é presidente do PMDB de São Luís, assegurou que não tem nenhuma restrição contra a candidatura de Humberto Coutinho e que apenas exigirá o cumprimento de um acordo já existente nos demais cargos da Mesa Direta baseado na proporcionalidade da Casa.

“Não tenho qualquer tipo de restrição ao nome de Humberto, nem a intenção de me opor a ele. A condição que acho que devemos exigir é de que sejam garantidos espaços na Mesa Diretora, proporcional ao tamanho e à força de cada bancada. Sendo respeitado isso, acredito que não há porque se opor a Humberto” afirmou Roberto Costa ao PMDB.

O PMDB ainda elegeu outros dois deputados, Nina Melo e Max Barros, que ainda não se posicionaram oficialmente. Só que pelas informações do Blog, Max Barros tende a se aproximar mais do discurso de conciliação de Roberto Cost:a. Já Nina Melo, ainda permanece como uma incógnita.

Agora, se o PMDB que teoricamente deveria ser o partido para fazer Oposição a candidatura de Humberto Coutinho, pela sua força e expressão, seguirá dividido, imagina os demais.

Pelo visto, o talvez único empecilho seja de fatos os deputados novatos, mas no mais, Humberto Coutinho caminha leve e solto para sua eleição tranquila em 02 de fevereiro.


Blog do Jorge Aragão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário