quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Filho do dono do restaurante Cheiro Verde chama cliente de “gorda imunda”

Gente só uma coisa.. Ao compartilhar a matéria do jornal O Imparcial sobre os “10 Melhores Restaurantes de São Luís”, eu nunca imaginei até que ponto chegaríamos! Após algumas pessoas comentarem a minha publicação, darem suas respectivas opiniões e até brincadeiras, eis que recebo uma mensagem por inbox de uma pessoa que se diz proprietário do Restaurante Cheiro Verde.Ao ver a inbox do desconhecido, me assustei. O mesmo veio com sarcasmo falando sobre a tradição do restaurante e ainda me xingou de ‘gorda imunda’. Não sei bem se essa é a postura de um proprietário de estabelecimento deve ter com seus clientes ou não clientes. Estou compartilhando os prints para que vocês tenham noção de como fui tratada pelo proprietário do Restaurante Cheiro – Verde. Se tem duas coisas que não sou obrigada: concordar com matéria de qualquer jornal e frequentar o restaurante de quem me chama de miséria, imbecil, porca e gorda horrível. Eu tenho sim, direito a minha opinião, na minha página. Um dia as pessoas criticam, outro dia as pessoas elogiam, agora falta de respeito eu não admito”. Relato de Luciana Neves
111
“Esses dias Lucianna Neves comentou uma postagem de um blog citando os top 10 de restaurante em São Luís. Eis que ela recebe essa mensagem carinhosa do dono (ou filho do dono, como comentaram na postagem dela) do Restaurante Cheiro Verde. Total despreparo, falta de ética e grosseria. Até que ponto chegam os defensores da marca?
Quem poderia ter ganhado um cliente apenas tentando entender qual problema ela tinha com esse restaurante, acabou de perder inúmeros, inclusive eu”. Relato de Manuela Sousa
2222

1920561_986890391339266_6731747929768133167_n

Nenhum comentário:

Postar um comentário