terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Governador visita Porto do Itaqui e discute oportunidades de desenvolvimento para o Estado.

O governador Flávio Dino esteve na sede da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) ontem (12) para conhecer detalhes sobre as operações de importação e exportação através do Porto do Itaqui, em São Luís. Acompanhado de secretários de estado e do presidente da Emap, Ted Lago, o governador coordenou os diálogos pela integração do Porto ao projeto de desenvolvimento inclusivo do Maranhão.

Em conversa com a diretoria e servidores da estatal, o governador declarou que o Porto é um dos principais vetores de desenvolvimento do Maranhão. “Precisamos garantir que a riqueza produzida aqui seja também melhor distribuída. Isso significa incentivar a produção local e alavancar novos investimentos para que o porto se integre ao projeto de desenvolvimento com igualdade social em nosso Estado”, disse.

O governador visitou a área administrativa da Emap, os berços dos navios e as estruturas do Terminal de Grãos, que são gerenciadas por quatro empresas consorciadas. Ele conversou sobre as ações estratégicas que serão implantadas pela diretoria da empresa portuária, que tem como meta dinamizar a atuação do Porto do Itaqui, de modo que ele promova maior integração da produção maranhense com as políticas sociais inclusivas.

Um dos vetores de desenvolvimento do Estado que pode estar em sintonia com o Itaqui é a produção agrícola. O projeto foi reafirmado por Flávio Dino e pelo secretário de Agricultura, Márcio Honaiser, que acompanhou a visita. A ideia é diversificar os produtos de origem maranhense e evitar que os navios que aportam deixem o Estado sem material de exportação.

Um exemplo que ocorre ainda hoje são os contêineres refrigerados que chegam ao Maranhão com produtos de outras localidades, mas não possuem material para retornarem com carregamento produzido pelo estado. Essa realidade obstrui o maior fluxo deste tipo de exportação. O governador debateu com os secretários novas oportunidades que podem surgir para a diversificação da produção maranhense através dessa visão estratégica do uso do porto.

Estiveram presentes na visita à Emap, os secretários Marcelo Tavares (Casa Civil), Rodrigo Lago (Transparência e Controle), Márcio Honaiser (Agricultura), Simplício Araújo (Indústria e Comércio) e do presidente do instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos, Felipe de Holanda.

Diálogo com os servidores

Criatividade, conhecimento e valorização dos trabalhadores foram temas destacados pelo governador Flávio Dino em diálogo com os servidores da Emap, que ouviram a nova missão do Porto do Itaqui. Reconhecendo os esforços da equipe, o governador pediu que a equipe tenha cada vez mais empenho.

“Iremos fazer do Maranhão um lugar melhor para se viver, fazendo com que as riquezas que aqui circulam gerem mais igualdade”, disse.

Entre as estratégias planejadas para garantir que o Porto do Itaqui use plenamente o potencial de aporte de navios – gerando emprego, renda e desenvolvimento econômico para o Estado – está reunir o investimento público aos novos investidores privados para ampliar a abrangência do Porto.

Ações emergenciais
Na visita, o corpo técnico e administrativo da Emap apresentou problemas estruturais herdados da gestão anterior como falta de investimentos na infraestrutura básica, como no piso dos berços dos navios, que atingem diretamente a qualidade do serviço prestado pelo Porto.

Entre os problemas mais urgentes a serem solucionados está a falta de segurança no trabalho. Em 2014, houve 144 acidentes na área interna do Porto do Itaqui por falta de segurança adequada aos trabalhadores. O presidente da Emap assegurou que todos os esforços para superar o quadro deixado pela gestão anterior serão feitos pela nova administração.

Na reunião com o governador, foram relatados também problemas estruturais como a ausência de brigadistas do Corpo de Bombeiros para atuar em caso de acidentes ocorridos na área interior. Ted Lago afirmou ainda que há falhas no sistema anti-incêndio da Emap, verificadas após testes feitos pela nova administração.

Flávio Dino determinou à equipe solução imediata para cada uma das questões. “Nossa meta é adequar o Porto ao seu real potencial, modernizando sua estrutura e preparando-o para ser a principal porta de entrada do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Todas essas questões são de extrema importância”, avaliou o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário