segunda-feira, 21 de março de 2016

Aumenta para 68% o apoio ao impeachment; Governo decide atacar Lava Jato. Jornais de domingo (20)

Pesquisa Datafolha informou que aumentou a rejeição à presidente Dilma Rousseff e o apoio ao impeachment elevou-se oito pontos desde fevereiro. A rejeição ao ex-presidente Lula atingiu o seu ponto mais alto. A ex-senadora Marina Silva lidera numericamente as intenções de votos para a presidência. A pesquisa foi realizada nos dias 17 e 18, quinta e sexta da semana passada. 

Isso está nas primeiras páginas dos jornais e é a manchete da Folha de S. Paulo neste domingo (20). “68% defendem impeachment”. Em análise, os diretores do instituto de pesquisas disseram que a série recente de acontecimentos foi “devastadora” para o governo.

O Estado de S. Paulo traz na manchete uma entrevista com o ex-presidente Fernando Henrique Cardozo defendendo pela primeira vez o impeachment. Até recentemente, ele questionava a legitimidade de um processo conduzido por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas diz agora que as ruas pediram isso. FHC aponta que os diálogos de Lula divulgados nada têm de republicanos, “são coisa de chefe de bando”. “FHC defende impeachment e diz que Lula é irresponsável”.

O Globo traz na manchete a notícia de que o “governo atua para controlar PF e limitar ação de Moro”.  A estratégia do governo é, segundo o jornal, o confronto direto com a Operação Lava Jato. O novo ministro da Justiça, disse ao Globo, que está estudando medidas judiciais contra o juiz Sérgio Moro e também voltou a criticar, como havia feito no sábado à Folha, as delações premiadas que segundo ele é “prende alguém para que ele fale”. 

O ministro voltou a falar em punição para policiais federais que vazarem informações,assunto analisado neste blog. A postura do governo animou os petistas. O problema é que o governo aposta no presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para barrar o impeachment, mas ele está dizendo a interlocutores, segundo matéria com chamada na primeira página do Estadão, que não tem como frear o processo contra Dilma.

As outras notícias em destaque nos jornais deste domingo (20) está a morte do ex-presidente da Vale Roger Agnelli na queda do seu monomotor em São Paulo. Estava a bordo toda a família: a mulher, os dois filhos, o genro, a namorada do filho. Ele presidiu a Vale de 2001 a 2011. O presidente dos EUA, Barack Obama, visita Cuba, no que é considerado o auge da política de reaproximação conduzida pelo político americano que tem defendido o fim do longo embargo imposto à ilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário